quinta-feira, 20 de setembro de 2012

diário de alguém que se sabe ninguém im the copy of copy of copy

 
Desde que me conheço por gente nunca me interessei por ser mãe casar ter fama ser rica ter luxo ou poder; sempre quis curar gente, creio que se deva àbsurda influência que a figura de francisco de assis -via cinéma "irmão sol irmã lua"- causou na minha àlma, quando ainda em estado inicial de reconhecimento; assim, passei a minha infância construindo um futuro de incríveis milagres, ah sim, meus pais forâm umas três vezes assitir a tal " lição de anatomia" acho que isto teve a ver também. Dirigí os meus estudos à química à física e à biologia, para poder vencer a incrível concorrência para entrar na faculdade de medicina de buenos aires uns 20000 candidatos por vaga, quase uma missão impossível, entrei  no miléssimo nonnagéssimo nono lugar, foi o meu primeiro milagre comprovado, por que na época era muito confiante e nunca dei a devida atenção aos estudos acadêmicos, sempre me guiei por conta própria eu diretora de mim. Na ocasião o paísplatino, estava numa transição de ditadura para democracia e no fim como as greves eram proibidas o tempo estudantil passou se de assembléia em assembléia motivo pelo qual decidí que entraria na vida política para não desperdiçar mais o meu tempo; e, também havia já descoberto, que além das doenças humanas existiam as doenças sociais, então que ser político era mais ou menos a mesma coisa só que em escala maior; doce ilusão...Depois de fundar partidos e tomar partido ví que aquilo era absolutamente inócuo pois estava atuando sobre bases falsas e que necessáriamente iria se corroer; me lancei à procura da cura para as doenças sociais, fui ser voluntária na boate mais badalada da cidade ; ao dono lhe pareceu um bom negócio e me deu carta branca; comecei o meu teatro anârquico, sem troupe, sem direção e sem coadjuvantes, me maquiava me vestia e interpretava o que me dava na telha! assim estive na pêle de cleôpatra, helena de tróia, medéia, penélope e outras tantas celebridades: gregas e troianas;; foi exatamente nesse ponto. que descobri a minha capacidade de provocar e que isto tinha um resultado! a experiencia é a ciencia! e soube, que o teatro promove uma cura para as doenças sociais, então me tornei atriz. O plano muito perfeito e além da compreensão humana, me colocou na equipe mais fantástica que jamais existiú e completamente fascinada pela cabeça que nos guiara; segui os passos da cabeça. seria eu talvez um pé?  Era uma cabeça do tamanho de uma montanha e como por arte de mágica a montanha se materializou; o segundo milagre. O campo de ação nos permitiú ver os infinitos possíveis, e que além das doenças sociais existiam as doenças energéticas e que estariamos atuando em um terceiro círculo ou realidade ; e como tudo isto honestamente é tremendamente difícil de explicar, o grão Conhecedor, nos facilitou a linguagem das cores para poder auxiliar a compreensão e ir mais rápidamente ao ponto; por que de alguma maneira Ele, nos limitou no tempo.E foi assim que me tornei uma curadora cosmológica, para agilizar no tempo*

A que vos fala...

A que vos fala...
Sou uma mensageira do meu tempo, estudei música teatro medicina jornalismo e história; conheci o mestre Juan -em Teatro Buenos Aires- aprendi a desaprender tudo isso e a me reconectar com a fonte; com a #linguagemdascores, a lógica do Cosmos e a Cosmologia xamánica, vem para condensar toda essa experiencia; hoje calculo mapas cosmológicos, guio reprogramações e analiso jogos de pedras como terapia. Aplico todos estes conhecimentos no Planetas Studio, virtual e presencialmente; vivencio a transformação!

Postagens populares

Planeta Homem

Planeta Homem

Translate

Google+ Followers