terça-feira, 30 de outubro de 2012

O Jardim Amuralhado da Verdade ou O Jardim da Realidade, Hadiqat'ul-hadiqat

O antigo texto persa do ano 1130, é composto de 12000 versos rimados. Alguns fragmentos (retransmitidos pela inteligencia británica) chegaram até nós, o suficiente, como para vislumbrar a magnitude da obra do poeta sufi Hakim Sanai. Os poucos dados que temos do autor são mais míticos do que biográficos, mais a poesia concede mais do que um grão da verdade: conta se que o poeta acabara de confeccionar um poema louvando o sultão Ibrahim de Ghazna que partia em mais uma expedição punitiva à India, e ao passar por um jardim foi atraido pelo som dos versos de um bêbado notório Lai-Khur, que alçava sua taça e pedia um brinde à cegueira do poeta, ao ser objetado, argumentou que em breve, Sanai, iria comparecer perante o Criador e a única coisa que teria para apresentar seriam seus pálidos louvores à um mortal igual a ele. O poeta Sanai teve um choque e uma crise de identidade, abandonou a corte e saiú em peregrinação à Meca ; ao retornar começou a redigir os versos do Hadiqat'ul-hadiqat. Um pequeno fragmento de aproximadamente 1/6 da obra chegou até nós; embora não se possa afirmar que a tradução faça jùs ao original, esta pequena amostra nos dá um "blink" do paraiso.

" Quando a vida finalmente sai porta afora,
tua alma andrajosa instantáneamente é renovada;
tua forma é libertada das amarras da natureza,
e tua alma devolve o empréstimo do espírito.
Quer existas ou não
isto é indiferente para o funcionamento do poder de Deus.
Tudo é obra de Deus somente
- e feliz do homem que o sabe!
O valor da flecha reside em atingir o alvo.
Se és puro, o sentido oculto emergirá
da estrutura da palavra escrita;
pois até que o homem emerja da impureza,
como pode o Alcorão emergir da folha?

A que vos fala...

A que vos fala...
Sou uma mensageira do meu tempo, estudei música teatro medicina jornalismo e história; conheci o mestre Juan -em Teatro Buenos Aires- aprendi a desaprender tudo isso e a me reconectar com a fonte; com a #linguagemdascores, a lógica do Cosmos e a Cosmologia xamánica, vem para condensar toda essa experiencia; hoje calculo mapas cosmológicos, guio reprogramações e analiso jogos de pedras como terapia. Aplico todos estes conhecimentos no Planetas Studio, virtual e presencialmente; vivencio a transformação!

Postagens populares

Planeta Homem

Planeta Homem

Translate

Google+ Followers